casacorpo

blog

Encontro con(versado) #02-2015

 Duda Paiva no encontro con(versado),               Foto: Sílvia Patrícia

Duda Paiva no encontro con(versado),               Foto: Sílvia Patrícia

Obrigado a Casa Corpo pelo encontro de ontem com Duda Paiva. Muito importante termos espaços onde possamos elaborar nossos entendimentos da arte que assistimos, que fazemos e talvez que queiramos fazer. Só assim conseguiremos sair da idolatria vazia ou da crítica baseada em nossas simpatias ou antipatias. A fala é um exercício que apura o pensamento, nos aproxima, constrói e desconstrói fantasias e coisa e tal. Já estamos grandinhos pra entender que nada ou ninguém está além de nossas interpretações e que nossas interpretações estão carregadas de influências"... que é sempre bom revelar.(Deusimar Gonzaga, artista do teatro e frequentador assíduo das nossas ideias desejantes de arte.)

Foi assim o nosso primeiro encontro con(versado) que fizemos com Duda Paiva, cheio de falas curiosas, instigantes e sensíveis. E vindas de todos que lá estavam. Sim, gostamos de ficar pertinho das pessoas, da sua arte, do seu jeito de viver, de ser.

Agora te convidamos para nos encontrarmos com Dudude Herrmann, arteira linda e mineira que estará conosco para con(versarmos) sobre um tema caro e até um tabu na nossa sociedade: a velhice E a dança! Isso, vamos fazer estes dois universos se olharem e ver que caldo vai dar. E quem vai nos fazer passear por entre será ela, Dudude, com umas boas cutucadas de Luciana Ribeiro. Quem conhece Dudude, sabe que será uma conversa e tanto, e quem não conhece, é uma oportunidade impar de ser apresentado e se apresentar a esta artista que tem o sorriso e a gargalhada mais gostosa do mundo da dança.

Não vai perder, vai? Não, a sua velhice não te deixará perder, não mesmo!