capa - Por Acaso GERAL.jpg

AliLá

projeto de circulação da intervenção POR ACASO_tardes de improviso

Com o fomento do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás (FAC/GO 2015) o projeto compreende uma ampla circulação por municípios goianos, cidades brasileiras e latino-americanas. Fazer circular esta intervenção artística urbana e mundana que propõe a arte como potência de vida e a vida como estética da existência, por lugares bem pertinho de nós e que poucas vezes nos atentamos a interagir, e por lugares um pouco mais distantes, mas com afinidades artísticas tão próximas. Acontecer o POR ACASO_tardes de improviso tanto ALI quanto .

 
 

POR ACASO_tardes de improviso

Ação artística de improviso de danças e músicas. Intervenção aberta, democrática e seriamente celebrativa. Um brinquedo urbano que caminha entre o popular e o contemporâneo. Um ponto de encontro inventivo da vida onde todos podem tocar e dançar, vivenciando o estar artista e não necessariamente ser. Esse encontro é chamado de, por acaso, tardes de improviso.

Estreou em 2012, em Goiânia/GO, com o objetivo de ocupar a cidade com arte- festa. Uma intervenção urbana e mundana realizada e provocada pelo ¿por quá? grupo de dança e o grupo musical Vida Seca. Ambos desenvolvem pesquisas estéticas voltadas para a democratização do fazer e viver artísticos. O ¿por quá? optou por seguir um caminho próprio com uma dança de linguagem simples, transitando entre o POPular e o contemporâneo. Seu nome é um questionamento lúdico e transgressor sobre a arte, gerando uma dança insurgente e curiosa.

Com foco na democratização da experimentação artística e na busca de uma autonomia celebrativa da dança, o grupo foi criado em 2000 e tem atuação na cena sócio-político- cultural mais ampla. Já o Vida Seca, que teve seu início em 2004, realiza pesquisas sonoras com materiais reutilizados construindo instrumentos musicais que são a base para a criação de um repertório autoral. A música do grupo transita entre influências da cultura popular brasileira e de diversos países (música indiana, árabe, africana, caribenha), assim como da música experimental. Além do foco na música o grupo aborda em seus trabalhos, principalmente em oficinas, a questão do consumo e seus desdobramentos no meio ambiente e na sociedade.
 

 

Ficha técnica projeto AliLá 

Realização e direção: ¿por quá? grupo de dança e grupo Vida Seca

Correalização: casAcorpO

Artistas realizadores: Danilo Rosolen, Hilton Júnior, Igor Zargov, Lu Celestino, Luciana Ribeiro, Ricardo Roqueto e Thiago Verano

Registros afetivos: Sílvia Patrícia

Sonorização: LaBamba Sonorização

Concepção e produção: Mais Um Baú de Ideias


Contatos

maisum.baudeideias@gmail.com

+55 (62) 36098386